X
Menu

Projeto PrEP1519 busca minimizar desigualdade no acesso à prevenção do HIV

Dia da Consciência Negra, lembrado em 20 de novembro, também alerta para desigualdades na
prevenção ao HIV

Belo Horizonte (MG) – Estudos como a PrEP1519 têm conseguido aumentar a representatividade racial e alcançar as populações que mais podem se beneficiar com profilaxias e tratamentos para o HIV e outras IST.

Essa pesquisa avalia o uso da Profilaxia Pré-exposição ao HIV (PrEP), como parte da prevenção combinada, entre jovens de 15 a 19 anos que se identificam como gays, bissexuais, homens que transam com homens (HSH), mulheres trans e travestis. No Brasil, o estudo é realizado pela UFMG, USP e UFBA e conta com maior parte dos participantes (69,5%) jovens que se autodeclaram negros.

“Jovens negros, periféricos e que são mulheres trans são a população mais vulnerabilizada e que consideramos a população chave para políticas de prevenção ao HIV”, reforça Unaí Tupinambás, que é um dos coordenadores da PrEP 1519 em Minas Gerais.

Ele cita que a prevalência de HIV e outras ISTs, como sífilis e gonorreia, é alta entre jovens de 15 a 19 anos. Para o HIV, essa prevalência está em torno de 5 a 6%, enquanto na população em geral o percentual é de 0,3 a 0,4 %.

Porta de acesso
O projeto PrEP1519 tem sido uma porta de entrada dos jovens negros e com maior vulnerabilidade aos serviços de saúde e políticas para prevenção e tratamentos de HIV e ISTs. Os jovens que se apresentam podem optar pelo uso da profilaxia pré-exposição através do uso diário de dois antirretrovirais associados em um único comprimido (tenofovir+emtricitabina).

Mas aqueles que optam pelo não uso continuam tendo acesso à informação adequada sobre prevenção, além de camisinha, lubrificante, aconselhamento, teste para diagnóstico de HIV (feito no local ou com o autoteste) e de outras IST, tratamento ou encaminhamento para serviço especializado, bem como orientações sobre a vacinação contra as hepatites A e B.

“O projeto tem sido uma oportunidade de trazer essa população chave para o ambiente de saúde e acolhê-la de forma adequada, tendo educação em saúde, fazendo exame de prevenção, com orientação sexual, entre outras ações para impedir que entrem em contato com o HIV e ISTs em um fase tão precoce de suas vidas”, afirma Tupinambás.

Como participar 
Interessados podem entrar em contato pelo WhatsApp do projeto (31) 9 9726-9307 ou pelo Instragram @nodeumatch. A assistência virtual Amanda Selfie também pode ajudar! É só chamá-la para conversar aqui no site ou no Facebook: @amandaselfie.

PrEP 1519
O PrEP1519 é um projeto de pesquisa em âmbito nacional, desenvolvido em três capitais brasileiras: Salvador, Belo Horizonte e São Paulo. O intuito é contribuir com a diminuição da incidência do HIV entre adolescentes de 15 a 19 anos que se identifiquem como mulheres transexuais ou travestis ou como homens cisgêneros gays, bissexuais ou que fazem sexo com outros homens (HSH). O estudo possui também o objetivo de avaliar a efetividade da Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP) nessa população. A PrEP é uma medida de prevenção do HIV de uso oral e diário que consiste em um comprimido composto por medicamentos antirretrovirais. Existem pesquisas que mostram que a PrEP pode ser altamente protetora contra o HIV, chegando em uma eficácia de até 98% se utilizada da maneira correta.

Share

CATEGORIAS